Pular para o conteúdo principal

Um oásis de camomilas ~ An oasis of chamomiles

Se tem algo que satisfaz um viajante é descobrir um cantinho aonde poucos chegaram. Pois a reserva Laguna Nimez é um desses locais.
Escondida às margens do Lago Argentino, esta reserva biológica fica a 15 minutos de caminhada do centro de El Calafate, cidade que é ponto de partida para os mais famosos glaciares sul-americanos. 
Uma vez que os glaciares já foram explorados, as lojinhas do centro da cidade já foram visitadas e os restaurantes experimentados, não há muito que fazer em El Calafate. Mas ao invés de se entregar ao ócio, vale a pena mexer o esqueleto e visitar uma bela reserva biológica e observatório de aves da região.
Convenci minha Mãe a ir comigo e fizemos uma caminhada ligeira do centro de El Calafate até o parque (ou reserva) Laguna Nimez. Pagamos um valor simbólico para entrar e escolhemos o menor dos circuitos de caminhada, haja visto que estávamos simplesmente fazendo uma "horinha" antes do transfer nos pegar no hotel. Naquela altura do campeonato, eu nem estava colocando muita fé no parque. Mas tudo mudou quando uma brancura amorfa delineou meu horizonte. Apressei os passos movida pela curiosidade e tamanha foi a minha surpresa ao descobrir que a branco era oriundo das pétalas de milhares de camomilas selvagens... 
Milhares, não,  milhões de camomilas selvagens...
Eram tantas flores brotando espontaneamente da terra... Que paisagem mais divina!
Ser conduzida até o habitat natural delas, através de uma dica bem informal de uma colega paulista, foi um presente de Deus! 
Um presente para eu e minha Mãe linda, que também se encantou com "nosso" oásis de camomilas.
Mais uma paisagem florida...
♥♥♥
Bem, Laguna Nimez é uma reserva e observatório de aves. E apesar do meu encanto com as camomilas, também fui surpreeendida pela beleza dos flamingos...
E dos cauquéns, pássaros nativos da Patagônia Argentina.
Avistei pássaros belos e uma flora pra lá de exuberante! O parque é recheado de arbustos retorcidos, pequenas flores e muitas moitas de Calafate (uma frutinha que se assemelha a Blueberry). Topei com uma senhora colombiana colhendo calafates para preparar uma geléia caseira...
E timidamente, ela me mostrou o resultado daquela colheita entre suas mãos secas e talhadas pelos espinhos do Calafate...
Agradeci a simpática senhora pela oportunidade de fotografá-la e segui minha trilha entre camomilas e um céu azulado.  Cheguei até um mirante do lago Argentino e parei por lá para admirar a beleza da paisagem...
E esta foi a última cena que captei durante minha visita ao Parque Laguna Nimez.
Um excelente "gran finale" para minha jornada argentina!
Fica aqui a minha dica: em El Calafate, tire 2 horas para explorar a Reverva Laguna Nimez! E leve uma boa máquina fotográfica para registrar suas impressões!

Referências:
Reserva Laguna Nimez
Hospedagem em El Calafate: Hotel Casa Los Sauces

-=♥=-

Comentários

  1. Marcia querida!
    Que lugar mais lindo! Você é uma descobridora dos 7 Mares e eu fico contente em ver tantas coisas belas que você nos apresenta, pois assim viajo contigo e aprendo mais.
    Eu ia para o Chile de volta esta semana, mas o aeroporto de Bariloche está fechado de novo e eu pensava em fazer o circuito dos lagos andinos, mas acho que é melhor deixar para uma outra oportunidade, afinal não quero ficar presa numa cidadezinha por conta de intempéries da natureza.
    Este lugar que você nos apresenta passa uma paz, dá uma vontade de ir pra lá amanhã. E sua mãe como é linda e jovem!
    beijos grandes cariocas

    ResponderExcluir
  2. Oi Bethinha, obrigada pelo seu comentário carinhoso! Este cantinho da Argentina realmente traz paz, e pra mim, apaixonada por flores como sou, o lugar trouxe uma dose extra de alegria. Ah, minha Mãe vai ficar toda "prosa" com seu elogio, obrigada! Vou torcer para que sua viagem ao Chile se realize com tempo bom querida :) Felicidades!
    Bjim

    ResponderExcluir
  3. Pois que vou plantar camomilas no meu jardim. Na complexidade que anda minha vida, com espinhos e tudo o mais, com as alegrias todas que também tenho, preciso da calma e da tranquilidade que a simplicidade traz. Um afago nos cachorros, a chuva tamborilando no telhado, meus poucos e bons amigos, muitos dos quais nem conheço pessoalmente, mas que me mandam coisas boas de onde quer que estejam. A simplicidade é a pedida. Beijo Márcia. Cheire camomilas por mim, que eu vou ali sentir a maresia por nós duas.

    ResponderExcluir
  4. Que coisa bonita Márcia!!! e a Maria heim? Uma lindona essa tua mae, olha o charme dela entre as flores.

    ResponderExcluir
  5. Su, você arrasou no comentário!!! Vamos nos fortalecer na compaixão dos nossos sentidos e na beleza que a Natureza nos oferece. A propósito, camomilas não tem espinhos! Felicidades querida, tô aqui de longe always te mandando good vibes ;)

    Nina, a Maria vai ficar orgulhosa! Eu sou suspeita por concordar com seu elogio, pois acho minha mãe muito linda :) Ah, depois vc me conta o que a camomila significa de acordo com o dicionário de flores! Bjim!

    ResponderExcluir
  6. que sonho essas fotos!!!!
    E sua mãe super fit! Adorei hein, parabens pela descoberta!

    bjos :)

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Li! A Patagônia é sensacional, merece uma visita bem minuciosa e as fotos bonitas são quase uma consequencia natural da visita! Minha Mãe é really fit, agradeço o elogio em nome dela :)
    Bjim

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Aproveite a paisagem e deixe um comentário! Enjoy the landscape and leave me a comment ♥

Postagens mais visitadas deste blog

Festa na floresta ~ A pink safari party

Fim de semana passado foi a vez da mais nova integrante da família celebrar seu aniversário. Nathália, minha sobrinha e afilhada, completou 2 aninhos de idade numa festa pra lá de linda. Os bichinhos da floresta vieram em peso pra festa porque o tema da decoração era um "Safari Rosa". Tigresas, elefantes, girafas, macaquinhas e outros "animais" enfeitaram o salão com uma graciosidade pensada nos mínimos detalhes. As samambaias, árvores e folhas trouxeram o clima acolhedor da floresta, ao passo que os balões rosa e a forração com print animal deram um tom feminino da decoração. ♥ Last weekend my niece Nathália celebrated her birthday. Her party was planned under the motto "Pink Safari", and every detail was nicely thought and done to match some kind of a girly forest. I shall explain to my foreign readers that kid's parties can be big events in Brazil. In terms of planning, size and budget, kid's parties can be compared with small weddings. You wil…

As namoradeiras de janela ~ Brazilian folk art

Português/English Reza a lenda que as esculturas das namoradeiras retratam as moças de antigamente que se debruçavam na janela em busca de um namorado, já que suas famílias eram conservadoras e as privaram de sair de casa para conhecer rapazes. 
Com um braço apoiado na janela e o outro segurando o rosto, as namoradeiras representavam nitidamente uma espera - a espera pelo grande amor de suas vidas.  Privadas da liberdade, as namoradeiras caprichavam no visual para atrair bons partidos. Os lábios carnudos, os decotes sensuais e os olhares sonhadores eram as armas de sedução das namoradeiras.  Embalados pela lenda e pelas armas de sedução femininas, artesãos de todo o Brasil reproduzem esculturas de namoradeiras belíssimas.  Algumas esculturas têm um olhar doce e sonhador, outras têm um olhar capcioso, quase pecaminoso. É a arte imitando a vida... ♥♥♥ Once upon a time Brazilian girls brought up in the countryside were forbidden by their strict parents to go out and flirt with boys. Left w…

Fotos pulando ~ Jumping pictures

Fotografia é expressão. Fotografia é registro. Fotografia é diversão.  Além de gostar de fotografar, edito livros de fotografia que retratam, na maioria das vezes, viagens.  E através das fotos eu percebo que as pessoas têm um certo padrão na hora de fotografar, padrão que se reflete nas poses preferidas, ou até mesmo, nas poses "caricatas".  A pose caricata do meu irmão é hilária: ele se deita nos bancos das praças, como se estivesse dormindo, e pede para alguém fotografar a cena. Não há uma viagem sequer que ele não fotografe um "soninho fingido" no banco da praça, kkk.
Outra amiga-cliente ama fotografar, juntamente com o namorado, a pose do "cavalinho" das quadrilhas. Eles juntam as mãos e saem em disparada, dando pequenos pulinhos... Dá pra imaginar a cena em frente ao Coliseu na Itália? A foto ficou um colosso!
Minha irmã gosta de posar para fotos com o pescoço levemente jogado para a direita. Minha mãe geralmente coloca as mãos na cintura. Já a cria…