18 de mar de 2011

Cheirosa (in) fiel

Álcool + óleos essenciais aromáticos + água = perfume

A equação parece simples, mas resulta num produto de alto consumo que só nó Brasil movimenta 20 bilhões de reais por ano.
O tamanho deste mercado impressiona tanto quanto a variedade de fragâncias, que há um século, se resumiam em 150 ingredientes. Atualmente esse número saltou para mil extratos naturais e, graças aos avanços da química, há mais de 3.000 opções em sintéticos, que são a base de muitos perfumes modernos.
Algumas empresas baseiam seu diferencial competitivo em ingredientes 100% naturais, extraídos de forma artesanal e sustentável. Outras empresas apostam na exclusividade e criam fragrâncias ao estilo taylor made, ou seja, feito ao gosto do cliente.
Já marcas como Chanel e Hermés estão fidelizando narizes abastardos com a criação de pontos de venda exclusivos para as fragrâncias mais sofisticadas. Très chic...
A Natura, brasileiríssima, se embrenhou na Amazônia para captar essências que traduzem o frescor da floresta.
É gente... A criatividade está à serviço dos narizes!
E com tanta novidade neste mundo dos cheiros, é possível se manter fiel a um perfume?
Há o time das cheirosas fiéis, que acreditam que o perfume define parte da personalidade, do lifestyle e da identidade delas. E além do mais... as cheirosas fiéis acreditam que seus perfumes deixam aquele rastro misterioso... Do tipo que faz as pessoas ao redor saberem que a cheirosa esteve por alí.
Já as cheirosas infiéis se rendem às novidades e à multiplicidade de fragrâncias. A chiquetosa da Gloria Kalil disse algo que falou ao meus ouvidos e narinas:

"Fiz parte do time das fiéis por várias estações. Hoje sou uma cheirosa infiel e feliz: cada humor, temperatura, lugar, país pede um perfume diferente".

Eu  sou uma cheirosa que leva a infidelidade para cada aeroporto que visito. É só ter um tempinho livre que eu me infiltro na seção de perfumaria dos duty frees da vida e fico sentindo os cheiros novos, admirando as embalagens cada vez mais criativas e eventualmente, adquirindo mais um perfume.
E você? Faz parte do time das cheirosas fiéis ou das infiéis?

-=♥=-

8 de mar de 2011

Pé de Urucum ~ Urucum tree

Urucuzeiro florido
- Tia, aquilo é pé de quê?

- De Urucum.

- Uru-quê?

- Urucum.

- Serve pra quê?

- Pra colorir. Colorir de vermelho!

- Como?

Cansada de tantas perguntas, peguei a Flavinha no colo e caminhei até o pé de Urucum. A árvore estava florida e alguns galhos já exibiam frutos, que mais pareciam pingos grandes envolvidos por espinhos moles.
Um close nas sementes
Deixei a nenenzinha no chão e colhi dois urucuns. Abri gentilmente o fruto e contemplamos as fileiras de sementes, dispostas numa ordem quase perfeita. A Flavinha soltou um
– Nossa Tia, que lindu!
Então peguei uma semente e fiz um risco vermelho na palma de sua mão. Ela ficou surpresa.
Rabisquei um coração na minha mão esquerda mas não consegui repetir a proeza com a pequena. Pra não deixá-la em desvantagem, coloquei três sementes nas palmas de suas delicadas mãos e pedi que ela esfregasse uma na outra, até as sementes ficarem sem cor. 
Tia Máça! Olha que lindu!
E quando a Flavinha viu suas próprias mãos - vermelhas como o fruto do Urucum (do tupi uru-ku = “vermelho”) - ela abriu o sorriso e disse novamente:

- Muito lindu Tia! Adolei!
.
Eu também adorei ter mostrado pra Flavinha este tiquinho de natureza durante o feriado de Carnaval. Enchemos nossos dias com descobertas pequenas como uma semente de urucum, mas grandes o suficiente para nos mostrar que a Natureza surpreende em seus mínimos detalhes.
E por falar em detalhes, me lembrei do dia das mulheres batalhadoras, mães, solteiras, multi-tasks, lindíssimas, vitaminadas and so on, and so on...
Vai aqui um carinhoso Feliz dia das Mulheres pra todas vocês!

-=♥=-