Pular para o conteúdo principal

A Cidade de Goiás ~ The old capital of Goiás State

"Sou mulher como outra qualquer, venho do século passado e trago comigo todas as idades. Nasci numa rebaixa da serra, entre serras e morros. Longe de todos os lugares". Os versos de Cora Coralina são a poesia que paira sobre esse lugar pacato, encantado e longe de tudo.
Erguida aos pés da Serra Dourada, a Cidade de Goiás é a grande jóia do tesouro cultural de Goiás. A cidade, primeira capital do Estado, nasceu sob a égide do Ciclo do Ouro, foi palco para as bruxarias do Anhanguera, inspiração para a arte de Veiga Valle - grande mestre brasileiro das artes sacras ao lado de Alejadinho - de Minas Gerais.
Ali surgiu a Procissão do Fogaréu, uma das manifestações religiosas de maior impacto visual do mundo. Em Goiás Velho, cada pedra, cada muro e cada casa construída com sua arquitetura peculiar e quintais enormes, conta um pouco de história.
É com imenso orgulho que eu, Márcia - goiana da pamonha* amarela - compartilho com vocês imagens de uma cidade tão bela e graciosa, expoente da cultura do meu Estado. 
Começarei nosso tour pelo leito do Rio Vermelho e ao fundo a casa em que Cora Coralina, a mais ilustre filha da Cidade de Goiás, nasceu em 1889.
Seguindo pelo coreto da cidade, que já foi palco de serestas e celebrações, e continua charmoso e ativo.
As janelas e portas antigas da Cidade de Goiás são exemplares da arquitetura vernacular, em que predominam formas rústicas, muitas vezes construídas de barro.
E as casas, construídas juntinhas umas as outras, são as belas vedetes da cidade...
Eu morri de amores pela casa azul...  
 "Eu sou estas casas
encostadas
cochichando umas com as outras"
Cora Coralina

Quem faz muita travessura tem que ficar de joelhos na escadaria da Igreja da Boa Morte. O nome do recinto dá o seu recado... É melhor se comportar!
No próximo post vou dobrar a esquina e descobrir outros cantinhos pitorescos dessa cidade histórica.
Até lá!


* Pamonha é um quitute feito de milho e queijo ralado muito famoso nestas paragens. Eu confesso: as pamonhas M.O.R.A.M em meu coração. Carrego até um cartão de tele-pamonha na bolsa :) 
.
-=♥=-

Comentários

  1. Nossa, quanto tempo eu não como uma pamonha, que delíciaaaa!!!
    Goiás parece linda mesmo, pelas fotos me lembrou um pouco de Ouro Preto. Tenho vontade de conhecer a Chapada dos Veadeiros. Bjsss

    ResponderExcluir
  2. Dear Marcia,

    This is why I have fallen in love with your country. Those pictures are the reason why I love the Brazilian ethos and culture. The town of Goias is so beautiful, so rustic, so untouched by the sands of time. Keep these places, even as your country modernizes, so that all can enjoy the peace of the past. The baroque style with its unique Brazilian influence adds that special ambiance to your country. Wow and you have captured the very soul of Brasil in pictures. That is an awesome skill indeed!!

    Cheers!!

    Ian

    ResponderExcluir
  3. Oi Sandra! Tenho muita vontade de conhecer o interior de Minas Gerais... Ouro Preto, São João del Rey, Tiradentes... Imagino que a arquitetura destas cidades se pareça muito com a de Goiás Velho! Quando vier ao Brasil, visite mesmo a Chapada! Dizem ser espetacular!

    Hi Ian, thats a nice comment! Being able to capture the soul of a place through lenses isnt an easy task :) I have been reading many photograph guides and I hope to imporove my skills!
    Brazil is a country to fall in love with... I completely understand you :)

    Cheers

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Aproveite a paisagem e deixe um comentário! Enjoy the landscape and leave me a comment ♥

Postagens mais visitadas deste blog

Festa na floresta ~ A pink safari party

Fim de semana passado foi a vez da mais nova integrante da família celebrar seu aniversário. Nathália, minha sobrinha e afilhada, completou 2 aninhos de idade numa festa pra lá de linda. Os bichinhos da floresta vieram em peso pra festa porque o tema da decoração era um "Safari Rosa". Tigresas, elefantes, girafas, macaquinhas e outros "animais" enfeitaram o salão com uma graciosidade pensada nos mínimos detalhes. As samambaias, árvores e folhas trouxeram o clima acolhedor da floresta, ao passo que os balões rosa e a forração com print animal deram um tom feminino da decoração. ♥ Last weekend my niece Nathália celebrated her birthday. Her party was planned under the motto "Pink Safari", and every detail was nicely thought and done to match some kind of a girly forest. I shall explain to my foreign readers that kid's parties can be big events in Brazil. In terms of planning, size and budget, kid's parties can be compared with small weddings. You wil…

As namoradeiras de janela ~ Brazilian folk art

Português/English Reza a lenda que as esculturas das namoradeiras retratam as moças de antigamente que se debruçavam na janela em busca de um namorado, já que suas famílias eram conservadoras e as privaram de sair de casa para conhecer rapazes. 
Com um braço apoiado na janela e o outro segurando o rosto, as namoradeiras representavam nitidamente uma espera - a espera pelo grande amor de suas vidas.  Privadas da liberdade, as namoradeiras caprichavam no visual para atrair bons partidos. Os lábios carnudos, os decotes sensuais e os olhares sonhadores eram as armas de sedução das namoradeiras.  Embalados pela lenda e pelas armas de sedução femininas, artesãos de todo o Brasil reproduzem esculturas de namoradeiras belíssimas.  Algumas esculturas têm um olhar doce e sonhador, outras têm um olhar capcioso, quase pecaminoso. É a arte imitando a vida... ♥♥♥ Once upon a time Brazilian girls brought up in the countryside were forbidden by their strict parents to go out and flirt with boys. Left w…

Fotos pulando ~ Jumping pictures

Fotografia é expressão. Fotografia é registro. Fotografia é diversão.  Além de gostar de fotografar, edito livros de fotografia que retratam, na maioria das vezes, viagens.  E através das fotos eu percebo que as pessoas têm um certo padrão na hora de fotografar, padrão que se reflete nas poses preferidas, ou até mesmo, nas poses "caricatas".  A pose caricata do meu irmão é hilária: ele se deita nos bancos das praças, como se estivesse dormindo, e pede para alguém fotografar a cena. Não há uma viagem sequer que ele não fotografe um "soninho fingido" no banco da praça, kkk.
Outra amiga-cliente ama fotografar, juntamente com o namorado, a pose do "cavalinho" das quadrilhas. Eles juntam as mãos e saem em disparada, dando pequenos pulinhos... Dá pra imaginar a cena em frente ao Coliseu na Itália? A foto ficou um colosso!
Minha irmã gosta de posar para fotos com o pescoço levemente jogado para a direita. Minha mãe geralmente coloca as mãos na cintura. Já a cria…