21 de jun de 2012

A terra das ovelhas ~ Sheepland

A paisagem da Nova Zelândia é salpicada de cadeias montanhosas, lagos, praias e ovelhas. Isso mesmo, ovelhas. Elas são figuras tão emblemáticas da Nova Zelândia que acho justo categorizá-las como parte da geografia.
O país tem um dos maiores rebanhos ovinos do mundo - estimado em 40 milhões de animais - que fornece carne, lã e leite, principalmente para o mercado externo.
Por falar em mercado externo, mais da metade de toda a receita de exportação de lá é oriunda da agricultura e pecuária. A pergunta que eu me fiz, ao visitar um país altamente desenvolvido e paradoxalmente tão dependente do setor primário, foi exatamente essa:
Como é que a Nova Zelândia conseguiu se tornar uma nação de primeiro mundo produzindo frutas, carne, lã, madeira e outros produtos com baixo grau de industrialização?
Parte da resposta vem da tecnologia. A Nova Zelândia é pioneira em pesquisa agrícola, líder em tecnologia animal e de colheita, que otimiza a produtividade por hectare.
Os vinhos neozelandeses, especialmente os brancos, são internacionalmente reconhecidos e seus alimentos exportados para muitos países.
Conhece o Kiwi? A Nova Zelândia fornece cerca de 25% da produção mundial da fruta! Por isso os nativos também são chamados de Kiwi, apelido que eles graciosamente usam entre si.
Além da tecnologia, um fator predominante para o desenvolvimento deste pequeno país da Oceania é o baixo nível de corrupção. A Nova Zelândia é o país menos corrupto do mundo e emprega suas receitas com alta eficiência. O turismo também representa uma robusta fonte de renda. Os aeroportos do país são de primeira, bem como estradas e portos. Resumo da ópera: o país está muito bem preparado para o turismo eu acho que você tem que visitá-lo em breve :)
As ovelhas de lá ficarão felizes com sua presença!

Vou frizar mais uma vez: pensar em Nova Zelândia é pensar em ovelhas...
Eu particularmente nunca tinha visto uma ovelha de perto. Já vi bode, cabra, cabrito, mas uma ovelha peludinha nunca havia cruzado o meu caminho. Até eu visitar a fazenda Walter Peak, localizada a 30 minutos de barco de Queenstown.
A fazenda é aberta a visitação e oferece detalhes interessantes do dia-a-dia da criação das ovelhas, como o tosqueamento, performance dos cães pastores além de um restaurante pitoresco que serve churrasco ao estilo neozelandês.
Você já viu uma ovelha ser tosqueada?
O tosqueador (uma espécie de cabeleleiro do mundo ovino) imobiliza a ovelha, ajusta o equipamento e começa a tosa. 
Eu morri de pena, estava com o coração em pedaços, mas o fazendeiro me disse que o processo é indolor para os animais. E o mais impressionante: as ovelhas não se mexem, ao contrário, elas ficam paralisadas durante o tosquemento! As ovelhas são animais extremamente dóceis e sem reação. E isso pude ver com meus próprios olhos.
Aqui a bichinha já estava quase toda tosqueada... Ficou parecendo um camelo, mas continuou muito charmosinha sem seus 4 kilos de lã. Isso mesmo: 4 kilos de lã x $ 4.00 = 16 dólares neozelandeses!
Cada ovelha é tosqueada duas vezes ao ano. E esta fazenda tem 10 mil ovelhas. A conta parece boa!
Outra demonstração que eu achei interessante foi a dos cães pastores. Não há pastor contemporâneo que consiga subir e descer os morros íngremes da região. Mas os cães pastores dão conta do recado com uma eficiência maravilhosa!
Eles não latem nem mordem as ovelhas. Simplesmente as conduzem com o olhar! É magnífico!
A visita foi muito instrutiva! Conheci um pouco mais desses animais dóceis e tão significativos na economia da Nova Zelândia!
Para finalizar o passeio, um almoço maravilhoso no restaurante Walter Peak.
E na hora de escolher um souvenir... adivinha o que eu comprei?
It's all about the sheep!

Referência:

-=♥=-