Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

Cadê o sutiã, ma chérie? Where is your bra, my dear?

Durante as férias de verão, observei alguns comportamentos que me fizeram pensar sobre a linha tênue que divide estar à vontade e respeitar ao espaço do outro. A cena pode parecer banal, mas se analisada com profundidade, pode revelar desrespeito e até um bocadinho de soberba. Vamos à cena: Imagine a piscina de um lindo resort nordestino frequentada por hóspedes em trajes de banho sumários, como manda o figurino no Brasil. Até aí, nada atípico. Agora adicione à cena duas turistas francesas fazendo topless, com os seios tão expostos à própria sorte quanto as jangadas no mar do Ceará.
No rosto das estrangeiras não havia nenhum tipo de constrangimento por causa dos titiones (seios) ao sol. No rosto das brasileiras, havia constrangimento sim. Um constrangimento que passava rápido porque as estrangeiras não estavam se insinuando pra ninguém, pelo contrário, elas eram muito reservadas. Mas o constrangimento ia embora e voltava. Voltava na forma de um simples questionamento: - Porque estas…