Pular para o conteúdo principal

Freiburg & Nina

Ai ai... Coisa boa é rever quem a gente ama. 
Sei que a vida anda corrida para todos nós, mas precisamos fazer oportunidades e encontrar tempo para cultivar os afetos que são importantes na nossa vida. 
E o que não faltou na minha curta jornada pelas terras germânicas foi este tipo de cultivo afetivo. Encontrei a Aninha, encontrei o Kader - um grande amigo meu da época da pós-graduação e, no último dia da viagem, encontrei a Nina.
Nina e eu nos conhecemos pessoalmente alguns anos atrás na Alemanha. Ela me ajudou muito, e de várias maneiras, durante aquela fase da minha vida. Acabei voltando para o Brasil, mas a amizade permaneceu firme, a despeito da distância e do tempo.
Sinto pela Nina um amor fraterno, além de muita admiração. E sempre que nos reencontramos, é uma alegria só. Nosso último encontro não fugiu à regra... Foi alegre do início ao fim! E contou com um aditivo: a Nina conheceu a Maria, e a Maria finalmente conheceu a Nina. Estas duas mocinhas se deram muito bem e me passaram a impressão de que se conheciam há muito, muito tempo.
Voltando um pouco a fita: eu, cidadã do Brasil, país emergente que infelizmente não tem trens para passageiros, estava morta de saudade de viajar sob os trilhos. Planejei todos os deslocamentos na Alemanha com a ajuda da fantástica Deutsche Bahn. Mas não contei com o efeito multiplicador das famosas "comprinhas" nas bagagens... 
Quem viaja de trem sabe o perrengue que é subir e descer com as malas do trem... Imagina fazer isso com malas pesando 32 kilos. Cacildis!!!


Mas eu, a Super Maria e as malas conseguimos chegar até Freiburg, cidade em que a Nina mora. Ufa!
Pegamos um taxi da estação de trem até a casa da Nina e chegamos por volta do meio dia na casa dela. Ela atendeu a campainha com um sorrisão de orelha a orelha e eu fui logo abraçando minha amiga (êta que saudade).
Apresentei a Maria a ela, entreguei um monte de presentinhos que levei do Brasil pro Pedro e pra Nina (quase todos da Natura, que têm cheirinhos bem brasileiros e ótima qualidade) e começamos a prosear loucamente.
Eu falava como uma papagaia de Goiás e a Nina respondia mais que depressa como uma papagaia do Amazonas. E no meio de tudo tinha um papagainho halb alemão, halb brasileiro que é a coisinha mais linda do mundo... Esse papagainho se chama Pedro e já é bilingue, veja que coisa mais chique...
Chique também foram as refeições que a Nina preparou para nós. Ela dá de dez a zero na Nigella Lawson e, com meu patrocínio, vai lançar o primeiro livro de sua carreira culinária kkk.
Ninagella, olha como você ficou linda na capa do livro. A montagem é um agradecimento as delícias que degustamos no seu lar  ♥  ♥  
O dia em Freiburg estava bonito, com solzinho brilhando e tudo mais. Aproveitamos a tarde para caminhar pela cidade, fazer algumas comprinhas e tomar um café delicioso, sempre regado à muita prosa.












A cidade de Freiburg fica ao sul da Alemanha, num cantinho privilegiado pelo sol e muito próximo da França e da Suíça.

A torre abaixo é um dos cartões-postais mais emblemáticos da cidade. Linda!
E a loja abaixo é a mais fofa de Freiburg, cantinho predileto da Nina ;)






Troféu Fofura!!!


Um dia feliz... É assim que eu resumo o dia que passei na companhia da Nina e de sua família em Freiburg. Um dia de risos soltos, de conversas profundas, de papos leves e de muita risada. Muito carinho. Muita amizade.
Nina, minha querida, você tem o cheiro do colo de Deus. Sua atitude diante da vida é inspiradora e te tenho num lugar muito especial no coração. Obrigada por nos receber na sua casa, por nos proporcionar tamanha alegria e nos fazer sentir como pessoas "de casa" desde o momento chegamos aí com nossas malas enormes.
Maria se tornou sua fã. Eu já sou, desde sempre.
Obrigada por existir, alma do bem, iluminada!
E se Deus quiser, até a próxima minha amiga!


♥  ♥  

Comentários

  1. hahahahah, sua doida! ahahahahha, Marcinha que doida tu és kkkkk, eu to rindo mt da foto da "Ninagella", mas menina, que imaginacao heim? e olha, quem me dera se eu chegasse pelo menos perto dos pés da minha diva Nigella :-) mas adorei ahahahahhaha

    Marcia, foi um prazer ter vc aqui de novo com a gente. E dessa vez foi ainda mais especial tendo a tua mae que se tornou alguém queridissimo pra mim. Realmente, parece que a gente se conhecia há tempos, eu gostei demais da Maria. Mas ora, só podia ser assim a tua mae, uma pessoa encantadora como vc, minha flor, so pode vir de uma mae querida desse jeitinho aí da Mary ;-)

    Me deu uma saudade danada de vcs depois que nos despedimos, e o Pedro, foi pra escolinha aquela tarde e voltou te procurando por todos os cantos da casa, tadinho. Ele dizia, "Marcia, Marcia, trem? Straßenbahn? casa? " Ficou ainda alguns dias falando de vcs.

    Obrigada por terem arrumado um jeitinho de aparecer aqui na cidade, adorei tê-las aqui e espero que tu possas voltar assim que puder e quiser. E na nossa próxima ida ao Brasil, ja tratei de incluir uma ida a Goiania pra abracar vcs duas de novo, agora no calorzinho ;-)

    Bjs no coracao meu docinho! E outro na minha querida Maria.

    ResponderExcluir
  2. Que amorrrr!!!!
    Um dia quero estar junto com vocês!!!!

    ResponderExcluir
  3. Ist Freiburg, besonders die Altstadt, nicht noch viel interessanter als die sächsische Landeshauptstadt Dresden??? Ok, ok, die Städte sind grundverschieden, auch was ihre Geschichte angeht. Aber Freiburg mit seinen unmittelbar angrenzenden Nachbarländern Frankreich (im Westen) sowie die Schweiz (im Süden) und auch mit dem Schwarzwald im Rücken - das ist einfach Lebensqualität pur. So sehe ich die Sache auf jeden Fall als leidenschaftlicher Süddeutscher!

    ResponderExcluir
  4. Que linda a história e a amizade entre você e a Nina! Ficou muito engraçada essa foto-montagem da Ninagella. Eu ri daqui :-).
    Estive em Freiburg uma única vez, mas na época ainda não conhecia o blog da Nina :-(.
    Menina, é bem complicado mesmo carregar tantas malas no trem, rs... mas a gente guenta quando precisa, rs...
    Malas vem e vão e ficam as lembranças. Lindo encontro e lindo passeio! Bjs Márcia :-)

    ResponderExcluir
  5. Nossa, a Nina é tudo de bom essa menina, também a adoro e gosto de jeitinho rapidinho dela falar, me lembra a Luiza Brunet (em miniatura, claro) rsss.
    Ah eu ia gostar muito de estar com vocês por aí, comer na casa dela e ainda por cima passear nesta cidade lindinha que parece tirada de contos de fadas. Eu não sei como essa maluquete consegue vir pro Brasil de 2 em 2 anos e cair nesta confusão de trânsito das nossas cidades, enquanto isso aí parece ser um paraíso de tranquilidade. Muito linda mesmo a cidade e sua mãe, mostrou claramente a apreensão diante dos malões, mas isso é comum de se ver com os brasucas em viagens ao exterior, já reparou que as malas dos europeus são sempre pequeninas. kkkkk Normal isso pra nós, né?
    beijão carioca


    ResponderExcluir
  6. Oi Marcia, Keep good friends close to you for they are like fine wine..the friendship improves with time. Quite lovely writings and the pictures are like a childhood fairy tale!

    Ian

    ResponderExcluir
  7. Oi Marcita!!!
    menina estou sumida de tudo e todos da blogosfera... é que esta uma correria aqui, muitas festinhas (otimo!!!) e os preparativos para a viagem estão me pegando muito tempo, sair para comprar presentes, já fiz isto trocentas vezes e ainda esta faltando, ave...
    nem entro mais nos blogs e muito menos no meu, que esta abaondonado, tadinho.
    Mas ameiiii este post sobre a viagem na casa da Ninoca.
    Delíciaaaa...
    Fiquei com vontade ainda mais de correr pra lá, ainda mais depois daquele finalzinho, que a Nina tem cheiro d colo de Deus...
    Olha acho que esta viagem ficou realmente com gosto de especial! Por tudo!
    Li o post anterior, cada fotoca Marcita, que isso...
    Bom, fico aqui "ainda" na correria. : )
    Mas vou dando um jeitinho de ir olhando os posts.
    beijãoooo e BOAS FESTAS!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Acabei de ver vocês lá na Nina e adorei,Vim te ver ! beijos,chica

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga!
    Andei sumida daqui por causa das viagens, vi o post no celular, mas não consegui comentar. Nossa, eu amei ver como vocês se querem bem! Lindo esse esforcinho que você fez de ir visitar as meninas e estreitar ainda mais os laços que existem entre vocês. Deve ter sido um barato!!! Espero, de coração, que possamos também nos encontrar pessoalmente. Pena eu estar no Brasil, pensando por esse lado, pois tenho certeza que teríamos nos encontrado também. Você é realmente uma pessoa muito especial e de um coração sem tamanho!
    Super beijo procê!
    Ana

    ResponderExcluir
  10. agite kids amou muito essa lojinha fofa. hehehe

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Aproveite a paisagem e deixe um comentário! Enjoy the landscape and leave me a comment ♥

Postagens mais visitadas deste blog

Festa na floresta ~ A pink safari party

Fim de semana passado foi a vez da mais nova integrante da família celebrar seu aniversário. Nathália, minha sobrinha e afilhada, completou 2 aninhos de idade numa festa pra lá de linda. Os bichinhos da floresta vieram em peso pra festa porque o tema da decoração era um "Safari Rosa". Tigresas, elefantes, girafas, macaquinhas e outros "animais" enfeitaram o salão com uma graciosidade pensada nos mínimos detalhes. As samambaias, árvores e folhas trouxeram o clima acolhedor da floresta, ao passo que os balões rosa e a forração com print animal deram um tom feminino da decoração. ♥ Last weekend my niece Nathália celebrated her birthday. Her party was planned under the motto "Pink Safari", and every detail was nicely thought and done to match some kind of a girly forest. I shall explain to my foreign readers that kid's parties can be big events in Brazil. In terms of planning, size and budget, kid's parties can be compared with small weddings. You wil…

As namoradeiras de janela ~ Brazilian folk art

Português/English Reza a lenda que as esculturas das namoradeiras retratam as moças de antigamente que se debruçavam na janela em busca de um namorado, já que suas famílias eram conservadoras e as privaram de sair de casa para conhecer rapazes. 
Com um braço apoiado na janela e o outro segurando o rosto, as namoradeiras representavam nitidamente uma espera - a espera pelo grande amor de suas vidas.  Privadas da liberdade, as namoradeiras caprichavam no visual para atrair bons partidos. Os lábios carnudos, os decotes sensuais e os olhares sonhadores eram as armas de sedução das namoradeiras.  Embalados pela lenda e pelas armas de sedução femininas, artesãos de todo o Brasil reproduzem esculturas de namoradeiras belíssimas.  Algumas esculturas têm um olhar doce e sonhador, outras têm um olhar capcioso, quase pecaminoso. É a arte imitando a vida... ♥♥♥ Once upon a time Brazilian girls brought up in the countryside were forbidden by their strict parents to go out and flirt with boys. Left w…

Fotos pulando ~ Jumping pictures

Fotografia é expressão. Fotografia é registro. Fotografia é diversão.  Além de gostar de fotografar, edito livros de fotografia que retratam, na maioria das vezes, viagens.  E através das fotos eu percebo que as pessoas têm um certo padrão na hora de fotografar, padrão que se reflete nas poses preferidas, ou até mesmo, nas poses "caricatas".  A pose caricata do meu irmão é hilária: ele se deita nos bancos das praças, como se estivesse dormindo, e pede para alguém fotografar a cena. Não há uma viagem sequer que ele não fotografe um "soninho fingido" no banco da praça, kkk.
Outra amiga-cliente ama fotografar, juntamente com o namorado, a pose do "cavalinho" das quadrilhas. Eles juntam as mãos e saem em disparada, dando pequenos pulinhos... Dá pra imaginar a cena em frente ao Coliseu na Itália? A foto ficou um colosso!
Minha irmã gosta de posar para fotos com o pescoço levemente jogado para a direita. Minha mãe geralmente coloca as mãos na cintura. Já a cria…