Pular para o conteúdo principal

Canadá

Há vários fatores que nos motivam a escolher um destino de viagem. Se a passagem estiver baratinha, aquele país que você nem imaginava conhecer se torna miraculosamente atraente. Se algum amigo/parente está morando em determinado lugar, aí os motivos pra viajar vêm em dobro.
Sua escolha também pode ser norteada pelo clima, pela língua falada no país, pela gastronomia, por tudo isso junto, ou mesmo, por nenhum desses fatores. Tem gente que nasce com o sonho de conhecer um determinado país. Eu tenho uma amiga de faculdade que sempre sonhou em conhecer a Tailândia, e ela realizou esse sonho na sua lua de mel. Mas tem gente que simplesmente se joga num roteiro porque foi ele que apareceu, e pronto!
Esse foi o nosso caso com o Canadá...
Vários conhecidos nossos estiveram lá e voltaram falando maravilhas, que o país é lindo, que as pessoas são educadas, que é mais frio que um freezer, que isso e que aquilo, de forma que a curiosidade foi se apinhando em nossas cabeças e se juntou a uma passagem com preço ótimo, voo direto de São Paulo a Toronto. Não titubeamos e compramos a passagem 4 meses antes da data da viagem.
Brasileiros, até esta data, precisam de visto para viajar ao Canadá. Mas a partir de primeiro de maio de 2017, os brasileiros que tem visto americano válido ou visto canadense (que pode estar vencido), precisarão somente de uma autorização eletrônica de viagem, que custa 7 dólares canadenses. Clique aqui para mais informações.
Fizemos todo o processo do visto pelo site do Canadá, que é bem simples de navegar, mas é cheio de vai-e-vem. Depois de 2 meses estávamos com o visto bonitão no passaporte, e em fevereiro, pico do inverno, embarcamos para Toronto.
E daí foi só curtir o inverno ;)

Nas próximas postagens contarei mais sobre os lugares que visitamos!

♥  ♥  


Comentários

Postar um comentário

Aproveite a paisagem e deixe um comentário! Enjoy the landscape and leave me a comment ♥

Postagens mais visitadas deste blog

Festa na floresta ~ A pink safari party

Fim de semana passado foi a vez da mais nova integrante da família celebrar seu aniversário. Nathália, minha sobrinha e afilhada, completou 2 aninhos de idade numa festa pra lá de linda. Os bichinhos da floresta vieram em peso pra festa porque o tema da decoração era um "Safari Rosa". Tigresas, elefantes, girafas, macaquinhas e outros "animais" enfeitaram o salão com uma graciosidade pensada nos mínimos detalhes. As samambaias, árvores e folhas trouxeram o clima acolhedor da floresta, ao passo que os balões rosa e a forração com print animal deram um tom feminino da decoração. ♥ Last weekend my niece Nathália celebrated her birthday. Her party was planned under the motto "Pink Safari", and every detail was nicely thought and done to match some kind of a girly forest. I shall explain to my foreign readers that kid's parties can be big events in Brazil. In terms of planning, size and budget, kid's parties can be compared with small weddings. You wil…

As namoradeiras de janela ~ Brazilian folk art

Português/English Reza a lenda que as esculturas das namoradeiras retratam as moças de antigamente que se debruçavam na janela em busca de um namorado, já que suas famílias eram conservadoras e as privaram de sair de casa para conhecer rapazes. 
Com um braço apoiado na janela e o outro segurando o rosto, as namoradeiras representavam nitidamente uma espera - a espera pelo grande amor de suas vidas.  Privadas da liberdade, as namoradeiras caprichavam no visual para atrair bons partidos. Os lábios carnudos, os decotes sensuais e os olhares sonhadores eram as armas de sedução das namoradeiras.  Embalados pela lenda e pelas armas de sedução femininas, artesãos de todo o Brasil reproduzem esculturas de namoradeiras belíssimas.  Algumas esculturas têm um olhar doce e sonhador, outras têm um olhar capcioso, quase pecaminoso. É a arte imitando a vida... ♥♥♥ Once upon a time Brazilian girls brought up in the countryside were forbidden by their strict parents to go out and flirt with boys. Left w…

Fotos pulando ~ Jumping pictures

Fotografia é expressão. Fotografia é registro. Fotografia é diversão.  Além de gostar de fotografar, edito livros de fotografia que retratam, na maioria das vezes, viagens.  E através das fotos eu percebo que as pessoas têm um certo padrão na hora de fotografar, padrão que se reflete nas poses preferidas, ou até mesmo, nas poses "caricatas".  A pose caricata do meu irmão é hilária: ele se deita nos bancos das praças, como se estivesse dormindo, e pede para alguém fotografar a cena. Não há uma viagem sequer que ele não fotografe um "soninho fingido" no banco da praça, kkk.
Outra amiga-cliente ama fotografar, juntamente com o namorado, a pose do "cavalinho" das quadrilhas. Eles juntam as mãos e saem em disparada, dando pequenos pulinhos... Dá pra imaginar a cena em frente ao Coliseu na Itália? A foto ficou um colosso!
Minha irmã gosta de posar para fotos com o pescoço levemente jogado para a direita. Minha mãe geralmente coloca as mãos na cintura. Já a cria…